10 ideias para começar uma vida ativa

São muitas as pessoas que nunca encontraram o momento ideal de acabar com o sedentarismo, o qual tem ancorada sua rotina diária. Pois bem, mesmo que tenha uma vida inativa, você também pode adaptar seu corpo ao exercício físico, pouco a pouco.

Hoje proponho 10 ideias para começar com essa vida activa.

Nós trazemos-lhe atividades físicas simples e fáceis de realizar em qualquer momento de sua rotina diária. Dar o primeiro passo não implica a passar longas horas na academia, na piscina, na pista …, pois é tão fácil como iniciar com práticas tão simples como as que hoje vos propomos.

    1. Caminha: tenta fazê-lo de um modo contínuo não menos 30 minutos. Aproveite áreas agradáveis e ajardinadas que você gosta e ter perto de casa, isso fará com que consiga um ambiente propício.
    2. Escolha sempre escadas: aproveita-se para subir degraus, sempre que houver a oportunidade, por exemplo, no portal ou ao subir ao trabalho. Deixa os elevadores como uma segunda opção ou para aqueles que realmente precisam.
    3. Tira o pó da bicicleta: aproveita para resgatar a bicicleta esquecida de garagem. Considere ir ao trabalho com ela, fazer os recados ou simplesmente dar uma volta. O meio ambiente também vai agradecer.
    4. Se você tem um trabalho sedentário e se você passa muito tempo sentado ou em escritório, tenta fazer pausas curtas e aprovéchalos para levantar-se, dar um passeio e esticar as pernas. Além disso, a inatividade irá ajudá-lo a desligar-se tensões de trabalho.
    5. Deixe o carro na garagem: tente fazer os percursos que não sejam excessivamente longos andando. Se você precisa de usar um transporte público tenta baixar um par de paragens antes de chegar e terminar o trajeto a pé.
    6. Aproveita os teus trabalhos domésticos: limpar a casa, pintar paredes ou mudar os móveis, tudo isso feito de uma maneira correta implica um esforço benéfico. Já não tem desculpas para ter a casa limpa como a patena.

  1. Escute música em casa: mover o corpo ao ritmo que mais lhe agrada. Quem não gosta de dar um baile sozinho e se divertir? Além disso, a dança é um exercício muito completo, aumenta o volume e deixe-se levar.
  2. Junte-se a grupos ou amigos, que realizam saídas ou excursões, é uma boa maneira de organizar uma jornada na companhia e com um ambiente agradável. Qualquer atividade que implique um deslocamento físico nos vale.
  3. Aproveita enquanto você vê tv: são momentos ideais para pegar a fita, a bicicleta estática ou para fazer alguns exercícios enquanto estamos entretidos na frente da tela. Sempre se pode usar essas dicas para algo mais.
  4. Aposta vídeos da internet: hoje em dia as contas com todo o tipo de vídeos para praticar exercícios simples em casa. Ponte na frente da tela e começa com o que você mais gosta, certamente, repetir!

Após estas 10 ideias simples e práticas, não tem nem uma única desculpa para não deixar para trás o sofá e conseguir dar uma mudança radical em sua vida.

Anime-se, porque já sabe que se quiser, você pode.

Imagem | Pixabay, Pixaby

10 dicas para uma dieta saudável na gravidez

A gravidez é uma das fases mais importantes na vida da mulher, não só pelo que experimenta a mãe, mas também, porque envolve o cuidar, o desenvolvimento e a saúde de uma criança no mesmo corpo.

Então, tanto para a mulher grávida quanto para o bebê na gestação, a dieta cobra grande importância.

10 dicas para uma dieta saudável na gravidez:

    • Cuidar da qualidade sobre a quantidade: lembre-se que a gravidez não é o momento para perder peso, nem para mantê-lo, não é que devemos comer por dois, mas se você comer o mais saudável e nutritivo possível, consumindo com moderação, as gorduras saturadas e trans, bem como açúcares simples e priorizando a ingestão de alimentos nutritivos: cereais integrais, legumes, frutas, legumes, carnes magras, laticínios baixos em gorduras e outras.
    • Dieta fracionada: consumir pequenos volumes de comida entre 5 e 6 vezes ao dia favorece a digestão e evita a monotonia, a acidez e o inchaço típico da gravidez. Devem-Se evitar as refeições pesadas e mais bem consumir de forma mais fracionada em nossa dieta.
    • Nutrientes que não podem faltar: alguns minerais como o ferro, cálcio e iodo são essenciais na dieta da grávida, assim como os ácidos graxos ômega 3 e vitaminas como o ácido fólico. Tudo isto favorecerá o desenvolvimento saudável do bebê.
    • Hidratação suficiente: para evitar a retenção de líquidos, controlar a prisão de ventre e favorecer a digestão, a hidratação deve ser adequada, ou seja, você deve beber entre 2 e 3 litros de líquidos por dia, que não possuam açúcar ou de álcool, na medida do possível. A melhor bebida sempre será a água.
    • Escolher corretamente o peixe: o peixe deve estar presente na dieta da grávida porque é fonte de gorduras saudáveis, ferro e proteínas, no entanto, alguns peixes que contêm grande quantidade de mercúrio, como o atum, peixe-espada, tubarão ou o imperador não são recomendadas durante a gravidez, assim como o peixe cru (sushi, sashimi, etc.). Portanto, escolha adequadamente entre atum branco, salmão, pescada, linguado, sardinha, entre outros.

 

  • Controlar o método de cozimento: cozinhar adequadamente os ovos e lavar bem as verduras é fundamental para evitar contaminação com bactérias. Ao mesmo tempo, deve-se controlar o método de cozimento para não adicionar gorduras em excesso para as refeições, bem como para não perder muitos minerais ou vitaminas ao cozinhar. Então, verduras, legumes melhor ao vapor, as carnes grelhadas ou ao forno e com baixa frequência de uma fritura bem realizada.
  • Tempero das refeições: os condimentos podem ser uma boa forma de dar sabor aos pratos e, ao mesmo tempo, de reduzir a adição de sal, que favorece a retenção de líquidos, podemos usar todo o tipo de especiarias e ervas, e no caso das saladas, é preferível usar limão em vez de vinagre para obter um extra de vitamina C.
  • 5 porções de frutas e legumes: diariamente devemos garantir a ingestão de frutas e legumes em quantidades suficientes, sendo o mais adequado uma variedade de cores com as mesmas, pois desta forma estaremos garantindo uma diversidade de vitaminas, minerais e antioxidantes que ajudam a uma boa dieta durante a gravidez.
  • Alimentos a evitar: não se deve consumir álcool na gravidez, mesmo em pequenas proporções. Além disso, alimentos a evitar na dieta da grávida são produtos de pastelaria, refrigerantes, salgadinhos comerciais, fast-food e preelaborada, porque são precisamente os que mais gorduras trans e açúcares apresentam.
  • Começar antes da gravidez e continuar depois: manter uma dieta saudável prévio à gravidez condiciona o corpo da mulher e sua saúde, preparando-o adequadamente para a gestação. Além disso, continuar com uma dieta saudável após o parto, favorece a perda de peso, promove a saúde da mãe e favorece a nutrição da criança durante a amamentação.

A alimentação pode ser um veículo de nutrientes e substâncias saudáveis para favorecer a gravidez, mas, ao mesmo tempo, pode ser um veículo de poluentes e tóxicos, por isso, siga estas 10 dicas para conseguir uma dieta saudável durante a gravidez e você terá uma grande variedade de nutrientes e benefícios através das refeições.

Via | Bebês e Mais
Imagem | D:space e o5com